A Agência Nacional de Energia Elétrica – ANEEL registrou em 2020, até outubro, a conclusão de 5.296,04 quilômetros (km) de novas linhas de transmissão e de 13.352 megavolt-ampères (MVA) em transformadores de subestações. Somente em outubro, foi informada à agência a conclusão de 1.057 km de linhas e de 1.450 MVA em capacidade de transformação. Os quantitativos estão no infográfico de expansão da transmissão divulgado pela ANEEL, a partir de dados da fiscalização da Agência e do Operador Nacional do Sistema – ONS.

Um único empreendimento, nos estados da Bahia e de Minas Gerais, concluiu em outubro 791 km em linhas de transmissão, nos percursos entre as cidades de Caetité (BA) e Janaúba (MG), com 253 km, Poções (BA) e Padre Paraíso (MG), com 323 km, e Padre Paraíso a Governador Valadares (MG), com 215 km. Como parte do mesmo lote contratado, foi terminado na subestação de Governador Valadares (MG) o seccionamento da linha de transmissão 230 kV Conselheiro Pena / Governador Valadares 2. A subestação recebeu dois bancos de autotransformadores monofásicos 500/230-13,8 kV 3×200 MVA, com 1.200 MVA, além de um autotransformador monofásico reserva de 200 MVA.

Outros 266 km em linhas de transmissão ficaram prontos em outubro para a entrada em operação na Bahia, conectando as cidades de Bom Jesus da Lapa e Gentio do Ouro. No mesmo estado, concluiu-se a instalação de um transformador trifásico de 100 MVA na subestação Brumado II, município de Brumado. Em Aquiraz, no Ceará, foi terminado o secionamento da linha de transmissão 230 kV Banabuiu – Fortaleza I C-2. Um autotransformador trifásico 230/138 kV, de 150 MVA, foi instalado na subestação Gaspar 2, no município de Gaspar (SC). Conclusões de meses anteriores informadas à ANEEL recentemente, nas cidades de Lagoa do Carro (PE), Santana do Araguaia (PA) e Governador Valadares (MG), também foram contabilizadas para o infográfico, assim como a conclusão, em agosto, de 512 km de linhas de transmissão entre as cidades paraenses de Xinguara e Santana do Araguaia.

O Brasil reunia, até outubro, 159.995,75 km de linhas de transmissão e 386.237,4 MVA de capacidade de transformação. Os estados com maior quilometragem concluída de linhas de transmissão em 2020 são, nessa ordem, Bahia (1.302 km), Pará (887 km) e São Paulo (782,09 km). Em potência ativa acumulada no ano, estão na dianteira São Paulo (3.607 MVA), Minas Gerais (2.075 MVA), Goiás (1.619 MVA), e Pará (1.450 MVA).

Apesar do cenário de pandemia da Covid-19, a ANEEL tem mantido normalmente o acompanhamento da expansão da transmissão de energia elétrica no Brasil. Entre as inovações em implantação pela fiscalização da Agência está, por exemplo, o uso de tecnologias que permitem o acompanhamento permanente de obras por meio de imagens de satélite de alta resolução.

Mais informações sobre o acompanhamento da expansão da transmissão de energia estão disponíveis na área Painéis de Desempenho da Transmissão, em www.aneel.gov.br/fiscalizacao-da-transmissao. É possível verificar, entre outros, dados detalhados para cada um dos empreendimentos de transmissão, um panorama geral das obras em andamento, dados e indicadores de desempenho dos empreendimentos em operação e também de grupos de transmissoras.

Mais de 1 mil km de linhas de transmissão concluídos em outubro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *